top of page

Sala de Imprensa

Manejo 4 C's da nutrição pode revolucionar a agricultura como conhecemos hoje

Conceito ajuda na redução de aplicação de insumos, garante mais assertividade, maior produtividade e menos impacto no meio ambiente


A agricultura como conhecemos hoje segue uma grande tendência a se transformar, se adaptar e alcançar novos patamares com os avanços das tecnologias e principalmente das pesquisas aplicadas. Uma dessas vertentes é o chamado manejo 4C´s de nutrição, que formatado por pesquisadores e cientistas ligados à fertilidade do solo traçou como ideais: fonte certa, dose certa, local certo e época certa. E o que essa junção proporciona? Claro, além de redução de custos, maior rendimento e envolve também questões de sustentabilidade agrícola.


Todo esse conceito é incentivado e também desenvolvido dentro da FertiSystem, uma empresa brasileira e que visa revolucionar a forma de plantar com soluções inteligentes. Atualmente, está presente em 95% das indústrias de máquinas e implementos agrícolas nacionais. Segundo Evandro Martins, presidente da empresa e diretor executivo do Parque Tecnológico do Agro - Tecnoagro, o 4C´s foi formatado por uma cooperação entre as indústrias de fertilizantes e a comunidade científica, que desde meados de 1988 fala desses importantes pontos a serem levados em consideração tanto por produtores, quanto indústria e profissionais ligados ao setor.


Conceito na prática


O primeiro conceito, a fonte certa, é o próprio fertilizante, o insumo que vai fazer o trabalho de nutrir a planta. “A todo momento chegam novas tecnologias ligadas a isso. Tem a ver com a escolha correta do produto a ser aplicado com base nas análises de solo e na interação do ambiente da fazenda”, explica Martins. Já a época certa está baseada na recomendação agronômica, ou seja, saber qual a melhor data para fazer a operação, principalmente quando se fala em fertilizantes de cobertura.


O terceiro ponto diz respeito à dosagem certa. Dentro disso, a empresa criou além de um conceito, uma maneira de auxiliar o produtor, o APP Doce certa. “O intuito é sanar a demanda da planta com precisão. Para isso, por exemplo, o aplicativo gratuito que desenvolvemos auxilia a operação e os cálculos de plantio com a precisão na regulagem da máquina”, pontua o executivo.


O quarto conceito, local certo, é um posicionamento estratégico para que as plantas possam ter acesso físico aos fertilizantes, segundo Martins, com uniformidade, unindo a precisão e a quantidade exata, de forma linear. “Fisicamente sem falhas, em um processo de fluxo contínuo para que a lavoura possa absorver o fertilizante do jeito que deve ser. Nós da FertiSystem nos associamos também a esse ponto na distribuição dos adubos, com as tecnologias que desenvolvemos aqui”, afirma o diretor presidente.


E o que ganha o meio ambiente?


Com esses quatro conceitos, o executivo diz que é possível ter um ambiente mais saudável. Dentro desse sistema existem três bases: a questão social, ambiental e econômica. “Hoje se fala muito em ESG (sigla americana para Governança ambiental, social e corporativa). Mas nós, ligados ao setor, já sabemos dos danos de se usar o fertilizante de forma excessiva há muito mais tempo e temos focado nesse aspecto. Não é só uma questão econômica e sim envolve a poluição de água e solo”, conta Martins.


Outro ponto citado pelo executivo como importante é a questão econômica, que vem de encontro ao problema mundial enfrentado pelo agronegócio, chamado fertilizante. Segundo ele, o Brasil utiliza hoje mais de 45 milhões de toneladas do insumo por ano, isso corresponde a mais de 1 bilhão de toneladas de CO² emitidos só para a fabricação desses produtos. “Estamos olhando essa questão da aplicação do fertilizante, que com novos recursos que estamos desenvolvendo, por meio eletrônico de dosagem correta, aplica-se com precisão, somente o necessário, considerando a variabilidade do solo. Todos saem ganhando”, completa o diretor.


Tecnologia em prol dos 4C´s


A FertiSystem tem trabalhado nos últimos seis anos em prol de experimentos, ensaios e tecnologias com o objetivo de buscar soluções para melhorar a assertividade nas aplicações, para que elas sejam mais precisas. Para o diretor da empresa, um marco para isso tudo são as taxas variáveis de adubo em linha de semeadura. “Este é um impacto grande, já que a semente corresponde hoje a 15% do custo de implantação da lavoura e o fertilizante é três vezes mais que isso”, pontua.


A marca então está muito atrelada a isso, demandada principalmente pela sustentabilidade da biodiversidade brasileira. “Também estamos ancorados pela Embrapa, que valida nossa tecnologia. Estamos fazendo com isso o redesenho do plantio direto no Brasil, nessa base conceitual sustentável. Sabemos que não é uma conta simples, mas tudo é possível de ser aplicado na fazenda com um bom planejamento”, finaliza Martins.


Sobre - Com sede em Passo Fundo/RS, a FertiSystem surgiu em 2002 para revolucionar a forma de plantar. Atualmente está presente em 95% das indústrias de máquinas e implementos agrícolas do Brasil. A empresa é formada por um grupo técnico especializado focado em pesquisa, inovação e tecnologias aplicadas no plantio e na fertilização do solo.




Comments


Featured Posts
Archive
Follow Me
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
bottom of page